23 março, 2008

A Madeira dos madeirenses e os Açores de César

Hoje Alberto João veio reclamar que a SATA deveria fazer mais um voo diário para o Porto Santo, para além dos dois que já faz, mas não foi só, veio enaltecer a vergonha que era aquela companhia aérea em levar por uma passagem entre o Funchal e o Porto Santo 150 euros (20 minutos de voo). Pois é meus caros madeirenses, vocês ainda têm um presidente que vos defende, nós por cá temos escassez de voos inter-ilhas e para o Continente e continuamos a pagar balúrdios por uma passagem entre Lisboa e Ponta Delgada e mesmo inter-ilhas.



O presidente do Governo Regional defende a existência de um terceiro voo diário entre a Madeira e o Porto Santo. Neste momento, a SATA, concessionada da TAP, tem apenas um voo de manhã e outro no final da tarde. Outro ponto a ser repensado é o do preço dos bilhetes. Jardim declara tratar-se de um «escândalo» que a companhia açoriana exija cerca de 150 euros aos madeirenses para trazê-los da Madeira ao Porto Santo, num voo de cerca de 20 minutos.«Aí é que está um escândalo!», disse o governante, considerando uma «autêntica especulação», atendendo até ao facto da SATA receber subsídios do Estado para cumprir a linha.«Não há razão para um preço desses, a não ser que se esteja a tentar tirar aos portossantenses e aos madeirenses o máximo que se puder para dar aos Açores», sugeriu o presidente, pois «toda a gente sabe a diferença política entre os dois governos».

1 comentário:

jose saca disse...

Os Açores estão muito mal servidos!
Esse Governo Regional liderado por Cesar vai de mal a pior. Nem para os Açorianos.

José Saca