13 julho, 2007

Roubar um cartão Vermelho

Ontem mantive-me acordado até as 2h da manhã para ver o jogo da selecção Portuguesa de Sub-21. Naquele que pensava que fosse um bom jogo, um bom espectáculo de futebol, tornou-se numa triste passagem de Portugal pelo Canadá. Os nossos emigrantes que se deslocaram ao Estádio para ver a equipa das Quinas jogar, não mereciam um desfecho daquela maneira. Foi triste porque, apesar de Portugal não ter conseguido superar a prova, terminou com dois jogadores expulsos. A agressão de Mano a um jogador Chileno provocou-lhe a mostragem de um cartão vermelho, e no acto do cartão vermelho, o próprio cartão foi "roubado" ao arbitro – (Zequinha tira o cartão das mãos do árbitro) – não sendo digno de um jovem promissor.

1 comentário:

Rui Gamboa disse...

Foi realmente muito triste, aliás também fiz um post, logo a seguir ao fim do jogo, com o título "Verdadeiramente triste". Penso que tem muito a ver com o Couceiro, já a Selecção de sub-21 tinha tido comportamentos inaceitáves. Enfim, o que se pode dizer? Além do mais, a equipe jogou mal, não só neste jogo, mas em todo o campeonato e têm jogadores bons, não se percebe. Por isso é que começo a dar mais valor ao Scolari, porque não basta ter bons jogadores, como Portugal sempre teve, é preciso ensinar-lhes e obrigar-lhes a serem humildes e jogarem para ganhar e não para o estilo, à espera que caia do céu um golo...