05 março, 2007

€ € € e mais € €

S.R. DA EDUCAÇÃO E CULTURA Portaria n.º 245/2004 de 13 de Abril de 2004 Considerando que compete à Secretaria Regional da Educação e Cultura a execução das políticas de juventude com as diversas instituições; Considerando que a ASDECTA – Associação para o Desenvolvimento Cultural e Turístico dos Açores é uma instituição cujo objecto visa a promoção de actividades de diversa índole; Considerando que a ASDECTA tendo vindo a promover programas de incremento à dinâmica juvenil, por intermédio da divulgação do associativismo juvenil açoriano; Considerando que a ASDECTA, solicitou um apoio financeiro para a manutenção da divulgação dos diversos programas relativos ao associativismo juvenil (. . .) manda o Governo da Região Autónoma dos Açores, pelo Secretário Regional da Educação e Cultura, atribuir um subsídio de € 120.000,00 à ASDECTA – Associação para o Desenvolvimento Cultural e Turístico dos Açores.

Na altura em que eu era presidente da FRAESA, levei cerca de um ano para receber o apoio para o congresso da Federação que foi orçamentado em cerca 800€.

2 comentários:

Francisco Costa disse...

A vida é assim, uns mais SUBSIDIADOS outros nem por isso, mas o certo é que sempre os haverá uns com 120.000€ outros com 800€. Eu próprio não me importaria de ser subsidiado... Também quero essa chucha...

cheatsbuster disse...

Embora seja assunto antigo não deixa de ter a sua relevância, uma vez que este não foi o unico subsidio atribuido a esta associação cujo director era o sr. Rui Manuel Ávila de Simas. Para quem não saiba, a ASDECTA era na sua forma visivel a extinta Radio Académica (lembram-se?), e na verdade, as suas instalações sitas na Rua do Meio nº3 em Ponta Delgada foram cedidas pelo Governo Regional (mais uma "cedência" além dos subsidios). Tambem a frequência usada por esta rádio era propriedade do sr. Paulo Simões a quem não foram pagas as devidas prestações, o que resultou no encerramento da rádio. Com este acontecimento, houve uma aproximação desajeitada do sr. Rui Simas à RTP-Açores conseguindo um espaço em emissão para colocar o tambem extinto programa "In Loco" (recordam-se?). A par desta produção uma outra com base na Internet tambem obteve subsidios governamentais para a sua concretização. Tratava-se do site www.azoreslive.com que pasme-se, tambem se "evaporou", tal como o dinheiro dos subsidios.
Quanto aos empregados da ASDECTA, adivinhem... pois é, foram obrigados a rescindir contrato por falta de pagamento dos vencimentos, mas o sr. Rui Manuel Ávila de Simas tinha 2 automóveis e uma vivenda nas Laranjeiras, viajava constantemente a Lisboa e ficava hospedado em bons hoteis ( ele e a "assistente de viagem" uma das apresentadoras do in loco, a Cila Lopes). Pois é, isto tambem acontece por cá... Mas não é tudo, uma vez que com os processos em tribunal, os subsidios "evaporados" por justificar, etc... aonde vamos encontrar este senhor? No Açoriano Oriental (www.acorianooriental.pt/opinioes/verAutor/148). Com um discurso abjectamente pomposo, com ares de superioridade moral a falar dos nossos assuntos como se fosse dono da verdade, impune e intocável (mas com o dinheiro dos contribuintes nos bolsos). Até quando?