25 março, 2007

César afirma que a sua Politica não está a resultar.


Neste passado fim-de-semana desloquei-me à ilha de Jesus Cristo (Terceira) para um Reunião do PSD. Para meu espanto, não é que Carlos César também resolveu convocar "para este fim-de-semana, na ilha Terceira, os principais colaboradores do PS/Açores com responsabilidades nos órgãos regionais do partido, no parlamento regional e nacional, no governo e em algumas autarquias municipais"!
E mais, num acto de intimidação (considero eu), Carlos César e José Contente chegaram ao hotel, onde decorreu o conselho regional do PSD/Açores, num carro azul-escuro de marca Ford com condutor particular, e lá se “instalaram”.

Nesta reunião de César e seus "compadrios", foi feita uma análise da situação politica actual. O líder do PS/Açores, Carlos César, defendeu uma nova etapa da governação das ilhas, assente em projectos que "garantam mais resultados para desenvolver" o arquipélago.

Desta maneira, mostra que as acções do governo de César não estão a funcionar, nem a garantir os resultados desejáveis para o desenvolvimento dos Açores. Pelo discurso do próprio presidente do governo regional, podemos afirmar que é preciso mudar de estratégia para os Açores!
Não consigo perceber como é possível que dentro da própria estrutura do partido Socialista há quem diga que César tem uma “liderança eficiente e incontestável”, quando o próprio presidente defende uma alteração das políticas para a Região.

12 comentários:

Jose Manuel Leal disse...

Caro Claudio, isto é o que temos na Região como Governo. Perseguição, amedrontamento, intriga e fachada para que o bom povo se engane. Mudar não sei bem o quê depois de mais de 10 anos no poder e múltiplas injustiças feitas é, no mínimo, caricato. Até já pretendem alterar o protocolo para dar mais visibilidade a César. Nos jornais fala-se em PSD Açores, enquanto se fala sempre em César e raramente PS/Açores. Estamos a regressar aos tempos dos Capitães Donatários e o pior é que a complacência de toda uma gente (muitos deles convictos de Esquerda) é por demais evidente. Faltam pensadores aos Açores. É preciso ar fresco urgentemente sob pena de nos transformarmos naquilo que durante décadas criticamos a outras regiões. Com um ponto pior a ajudar a isto: a magna autorização e ajuda do Poder Central. "Vejam bem..."

Carina Camara disse...

Demagogia, meu caro! Demagogia!

edmundo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
claudio almeida disse...

Caro Edmundo

Os seus comentários são bem recebidos neste blog. É sempre interessante ver os dois lados de uma questão e deles tiro aproveitamento. Mas já não gosto quando utiliza adjectivos de desconsideração ou quando faz comparações, como por exemplo o de “ cachorrinho bem ensinado” Este chapéu não me vai servir.

Não é minha intenção tentar crucificar Carlos César. Respeito-o pela sua idade e na sua qualidade de Presidente do Governo, o que não quer dizer que esteja de acordo com a sua forma de agir.
Todos sabemos da sua capacidade de liderança. Não é verdade que no PS todos lhe obedecem? Sim. Há vozes discordantes? Não. Há opiniões diferentes? Não. Mas será isto resultado da sua capacidade de liderança? Certamente... Mas também resultado do poder que exerce como Presidente do Governo há dez anos, da maioria que diz sempre sim na Assembleia Regional e da quantidade de Boys and Jobs e das benesses que deu e que dá. O mesmo não se terá passado com os vinte anos que Mota Amaral esteve no poder e com os trinta anos que leva João Jardim?

O que se passou é que o PS (o Governo Regional) escolheu o mesmo dia, a mesma hora e o mesmo local para fazer uma reunião com muita gente do Governo para criar sombra à reunião do PSD/A. O destaque de ambas as noticias foi diferente. A RTP-Açores transmitiu a entrevista de Carlos César, também transmitiu a de Costa Neves, mas logo de seguida dá mais tempo de antena a uma conferencia de imprensa dos vereadores da Câmara de P. Delgada, feita na ilha Terceira, como forma de reforçar a intervenção do PS e minimizar a notícia sobre o PSD/A.
Isto é controlo de pensamento.

O livre pensamento não é só uma característica dos “grandes”... É de todos.
Creio que também é de si.

Cumprimentos

edmundo disse...

Eu lamento que não tenhas percebido a ideia do cachorrinho, assim como lamento que continues a querer denegrir a imagem do ps e dos membros do governo, da maneira que estás a fazer. também lamento que não tenhas percebido a questão dos homens livres e lamento ainda que não me queiras responder à pergunta que te fiz sobre as mudanças de política do ps, enquanto partido do gov e do psd, enquanto oposição. lamento ainda que me digas que os meus comentários são sempre benvindos neste blog, porque mesmo que não fssem, meu caro jovem, eu viria e comentaria na mesma. além disso, lamento que faças esse tipo de oposição e assim sendo e lamentando-o mesmo profundamente, daqui me retiro sem mais nada pra te dizer, porqie ja percebi que não vale a pena. quem enfiou agora o chapéu fui eu e só o tiro quando bem entender.
os respeitosos cumprimentos de sempre.

claudio almeida disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
claudio almeida disse...

Caro Edmundo

Peço-lhe que retire esse chapéu que não lhe cabe. Não tive qualquer intenção de o ofender. Não o conheço, mas peço-lhe que não se retire deste blog. Com os seus comentários tenho sempre motivos de aprendizagem. Não é do meu feitio denegrir a imagem das pessoas nem pretendi fazê-lo em relação ao PS e aos membros do Governo. São pessoas respeitáveis. As minhas desculpas por ter utilizado termos menos adequados. Entendi a comparação com o” cachorrinho bem ensinado”. As mudanças de política são importantes e devem surgir quando as políticas utilizadas (as dos governos ou a dos partidos) não deram bons resultados.
O Srº Presidente do PS disse”...projectos que garantam mais resultados para desenvolver o arquipélago”. Eu diria...projectos que garantam melhores resultados para defender o arquipélago. O livre pensamento é característica dos grandes...onde se encontram o espírito crítico e os homens livres, livres da finança, livres do subsídio...

Melhores cumprimentos

edmundo disse...

Caro Cláudio,
Que fique claro que eu nao venho a este blogue ou a qualquer outro com pretensões de dar ensinamentos a quem quer que seja; até porque se fosse isso que eu entendesse que era a minha função neste mundo, fá-lo-ia, por certo, noutro lugar, que não a caixa de comentários da blogoesfera! Por isso, não espero que aprendas nada coomigo; apenas que me leias como pessoa mais velha que sou e que, nessa condição, te posso dar alguns, chamemos-lhes, "pontos de vista" diferentes dos que tu, porventura, estarás, acostumado a ouvir.
Foi só para isto que voltei aqui ao paralelo 37, de onde me vou retirar; não sem antes te dizer que foi com agrado que li o teu comentário aí acima, principalmente esta parte:
"As mudanças de política são importantes e devem surgir quando as políticas utilizadas (as dos governos ou a dos partidos) não deram bons resultados.
O Srº Presidente do PS disse”...projectos que garantam mais resultados para desenvolver o arquipélago”. Eu diria...projectos que garantam melhores resultados para defender o arquipélago."
Já é um passo, penço eu, pro que eu te venho dizendo. Até que enfim. O mesmo conselho deves dar ao presidente do PSD/A.
E, agora, se me dás licença, vou voltar pro meu chapéu de aba larga.
Até um dia!

Jose Manuel Leal disse...

Caro Sr Edmundo (ou lá como se chama na realidade), é pena que na sua laboriosa actividade diária, onde arranja tempo para estas coisas dos blogues em horas em que outros produzem (trabalham), não esquecendo a idade que diz possuir, tenha a falta de delicadeza de tecer considerandos sobre outras pessoas e não sobre ideias e pensamentos. Como tenho orgulho no que fiz (nas vitórias e derrotas que participei ao longo da última década), e se V. Exa. se informar um pouco mais, não vou perder muito tempo a "mandar vir" consigo e com todos aqueles que a troco de não sei bem o quê, caiem na arruaça e na mesquinhez de nestas paragens atacar pessoalmente outrem. Se me quiser dizer alguma coisa pessoalmente terei muito gosto em me encontrar consigo pois aos covardes e anónimos mesquinhos reservo sempre um tratamento adequado à sua estirpe. Tenho é pena que os lideres da JS do meu tempo não participem nestas coisas pois teriam também eles coisas interessantes a dizer. Cara Carina (...) não se trata de demagogia mas sim de verdade que pelos vistos muitos fazem por esconder. Gostaria que os adeptos da Rosa (não é o nome de nenhuma vizinha), discutissem mais os assuntos em causa e atacassem menos as pessoas e se defendesem através de palavras e pensamentos vagos que nada esclarecem. Mas que fique claro, se for este o caminho pois que assim seja. Depois de participar nos ganhos eleitorais da Junta de S Pedro, da Câmara de Ponta Delgada e de ter tido um mandato na frente da JSD/A sem oposição da JS/A, etc, etc, estou pronto para tudo o que vier. E nem todos os Edmundos do Fim do Mundo me farão parar. Tenho, neste sentido, que citar um PS (este sim um Socialista convicto e não vendido ou de ocasião): "a mim ninguém me cala". A minha faceta democrática chega a isso. Caro Claúdio, se vales o que vales é porque tens sabido pensar e ouvir quem te quer bem e não quem te elogia para depois te ferir. Lembra-te que "com papas e bolos se enganam os tolos". Vai custar e dar uma trabalheira danada mas estes senhores um dia deixarão a inpáfia e arrogância que lhes caracteriza. Já provamos que podemos vencer. Não a qualquer custo. Mas sempre a bem dos Açores.

edmundo disse...

Ponderei responder-lhe ou não, mas enfim, pelo respeito que me merece, Claudio Almeida, quero apenas retratar-me do que aqui disse no meu 1º comentário, josé manuel leal. Não por medo. Temor ou outro substantivo que o sr. possa entender ser justificação, mas sim, porque eu acredito que aquilo que você é, é são, assim mesmo...
E, por isso, caro josé manuel leal, seja v.excelência quem for, faça o que fizer, é-me indiferente.
Passe bem. Eu passarei de certeza!
Respeitosos cumprimentos ao C.A.

edmundo disse...

sim. apaguei o meu 1º comentário. para me retractar.

Rui Gamboa disse...

Caro José Manuel Leal,

Felicito-o pelo seu comentário, principalmente quando diz:

"Gostaria que os adeptos da Rosa (não é o nome de nenhuma vizinha), discutissem mais os assuntos em causa e atacassem menos as pessoas e se defendesem através de palavras e pensamentos vagos que nada esclarecem."

Infelizmente, muitos da nova geração estão a seguir esse caminho (Cláudio és uma rara excepção), por isso espero que este seu comentário sirva, pelo menos, para alertar e para mudar qualquer coisa.

Cumprimentos e siga com essa vitalidade!