24 janeiro, 2007

Estamos a falhar na AUTONOMIA

Muitos de nós, Jovens Açorianos, não conhecemos a nossa história, o porquê da nossa bandeira e a letra do nosso hino.
A culpa não é necessariamente nossa.. é daqueles que durante anos não nos quiseram ensinar/transmitir a nossa realidade, a nossa vivência e os nossos símbolos. Muitas vezes se fala, pouca vezes se age - já é tempo de todos termos direito a saber/estudar a nossa história, a nossa fauna, a nossa flora, o nosso contexto sócio-cultural e tudo aquilo que nos diga respeito à realidade Açoriana - das nove ilhas dos Açores.

ESTA É A NOSSA TERRA. ESTA É A NOSSA GENTE. A Autonomia vai-se conquistando, não se conquistou definitivamente - ninguem pode levantar essa bandeira. Ás novas gerações, a NÓS TODOS, há-que saber respeitar esta realidade autonómica e incentivar todos no seu cultivo, dia após o dia! OS AÇORES NÃO SÃO DE NINGUÉM, muito menos dos Partidos Políticos ou dos Governos Regionais - OS AÇORES SÃO DOS AÇORIANOS E DAS AÇORIANAS que, ao longo dos anos, nas entranhas da terra e do mar, foram conquistando, foram vencendo o futuro, fazendo do futuro algo inacabado...
  • O NOSSO HINO (de Natália Correia!):
Deram frutos a fé e a firmeza
no esplendor de um cântico novo:
os Açores são a nossa certeza
de traçar a glória de um povo.
Para a frente! Em comunhão,
pela nossa autonomia.
Liberdade, justiça e razão
estão acesas no alto clarão
da bandeira que nos guia.
Para a frente! Lutar, batalhar
pelo passado imortal.
No futuro a luz semear,
de um povo triunfal.
De um destino com brio alcançado
colheremos mais frutos e flores;
porque é esse o sentido sagrado
das estrelas que coroam os Açores.
Para a frente, Açorianos!
Pela paz à terra unida.
Largos voos, com ardor, firmamos,
para que mais floresçam os ramos
da vitória merecida.
Para a frente! Lutar, batalhar
pelo passado imortal.
No futuro a luz semear,
de um povo triunfal.

3 comentários:

Anónimo disse...

Sem dúvida, caro Cláudio, a nossa identidade cultural, enquanto povo Açoreano, tem de ser fortalecida e conhecida por todos os Açoreanos.

A melhor forma de termos consciência do que somos, é conhecer aquilo que fomos no passado.
A nossa história é rica e povoada de incidentes e catástrofes naturais, dignas de ser conhecidas. Demonstram quão difícil foi a vida dos primeiros a habitar estas ilhas, aquilo porque passaram e como ultrapassaram tantas dificuldades e a força incontrolável da natureza.
Também tivemos tempos áureos, de grande desenvolvimento e importância estratégica.

Enfim, muito há para dizer sobre os nossos mais de 570 anos de história.
Uma louvável iniciativa seria colocar, pelo menos, um capítulo sobre a história e povoamento dos Açores, nos programas de história nas escolas.

Cumprimentos

claudio almeida disse...

PP ja no meu tempo em que era presidente da Federação Regional de Associações de Estudantes, essa era uma das minhas bandeiras, mas este governo não foi muito na ideia.
Já aqui o meu companheiro Romulo que me sucedeu na FRAESA também tem esta bandeira. Mas parece que vai continuar a ser dificil impor uma parte da nossa história nos manuais escolares.

Mas garanto-te que quando o PSD for governo eu próprio me encarregarei deste assunto.

PP disse...

Muito Bem, cá fico à espera. Também espero que isso não tarde.

Cumprimentos